Teleatendimento é regulamentado no Brasil devido a pandemia do coronavírus

- O Teleatendimento foi regulamentado no brasil após o aumento de casos de Coronavírus, para que médicos e pacientes evitem ir a hospitais e consultórios. Saiba mais na matéria!

O Conselho Federal de Medicina (CFM) permitiu a utilização do método de consulta médica à distância no Brasil via Telemedicina (Teleatendimento), para garantir uma maior segurança dos pacientes e dos próprios médicos diante da pandemia causada pelo Coronavírus. 

Apesar dessa nova modalidade de atendimento ser uma forma de evitar a sobrecarga nos hospitais e conter o avanço das contaminações da doença, ela vem trazendo grandes dúvidas e preocupações aos médicos. 

 

ferramentas de teleatendimento

O CFM publicou um ofício autorizando o uso de três ferramentas de teleatendimento no Brasil nesse período de Coronavírus, veja abaixo:

 

 

 

 

 

o que pode e o que não pode na telemedicina?

Confira abaixo as principais decisões quanto ao uso da Telemedicina no Brasil: 

 

 

 

 

 

 

ATENDIMENTO por meio da telemedicina

Quantas pessoas estão indo ao pronto-socorro sem de fato precisar? Pois é, muitas! O Teleatendimento foi pensado justamente para facilitar a vida do paciente e do médico. Através de uma videoconferência com o paciente, o médico consegue fazer uma espécie de triagem do caso. Afinal, 80% dos diagnósticos podem ser identificados com uma boa anamnese.

 

O serviço é uma porta de entrada que permite avaliar os casos que necessitam ou não de uma avaliação presencial/exames. Os agendamentos das consultas podem ser realizadas diretamente com a clínica desejada pelo paciente ou em plataformas de busca de especialistas na internet.

 

Você deve estar se perguntando “mas toda especialidade médica pode fazer esse tipo de atendimento?”, a resposta é sim! Embora algumas especialidades sejam mais limitadas que outras, por serem dependentes do contato físico com o paciente e do exame para fazer seus diagnósticos, todos os médicos têm autorização para realizar consultas onlines! 

 

Apenas em casos de emergência não podem ser resolvidos pela Telemedicina, como pacientes que encontram-se com falta de ar, esteja sofrendo infarto ou perda da consciência, que devem ser acionados a emergência ou serviço de resgate. Fora isso, quadros de urgências podem ser atendidos por teleconsulta, como: cálculo nos rins, quadro de infecção ou dor resistente. Podendo o médico orientar, passar medicação para aliviar os sintomas, pedir exames complementares ou até iniciar um tratamento.

 

 

o teleatendimento veio para ficar!

 

Medicina é uma área que vai seguir evoluindo e você não pode ficar para trás! Permanecer com consultas onlines pode ser uma grande alternativa e conquista para a categoria médica nos próximos anos.

 

Já colocou ou pretende colocar em prática este novo modelo de atendimento? O que você acha dessas mudanças? Deixe sua opinião nos comentários!

 

 

comaprtilhar 2 0 0 1604
CONTEÚDO EXCLUSIVO GRATUITO