Cardiologia

00/00/0000 - Saiba tudo sobre a Carreira de Cardiologia: mercado para a especialidade, salário, perfil do especialista, Residência e muito mais. Confira agora!

Cardiologia é a 7ª especialidade médica mais procurada no Brasil, com 11.568 especialistas. O salário do Cardiologista é satisfatório e a procura pela Residência Médica de Cardiologia é alta devido ao crescimento da especialidade no mercado de trabalho, em consequência do aumento das doenças cardiovasculares .

Ela é responsável por cuidar do coração e dos grandes vasos e das doenças que acometem essas estruturas. Sua área de atuação é vasta e consiste na prevenção, a investigação diagnóstica, acompanhamentos clínicos, procedimentos intervencionistas e reabilitação. 

 

 

O QUE FAZ E QUAL O CAMPO DE ATUAÇÃO DE UM MÉDICO cardiologista?

O Cardiologista tem um campo de atuação amplo, podendo trabalhar na área clínica com atividades operar na prevenção de doenças cardiovasculares, tratamento clínico e reabilitação, no sistema de diarista em unidades coronarianas (UCOs) ou especializadas em pós-operatórios de cirurgias cardíacas, por meio políticas de saúde pública, consultórios ou ambulatórios. 

Na área diagnóstica, é feito uma análise de exames gráficos, ideal para aqueles que apreciam traçados  eletrocardiográficos, e curtem trabalhar na interpretação e emissão de laudos de holder (método que grava a atividade elétrica do coração por 24h ou mais), eletrocardiograma (ECG) de 12 derivações e ECG de alta resolução.

Para os que preferem a área de imagem, uma opção que consiste em trabalhar com ecocardiograma (ultrassonografia que fornece informações anatômicas e funcionais do órgão), cintilografia miocárdica, tomografia computadorizada ou ressonância magnética aplicadas ao coração. 

 

 

SALÁRIO E CARGA HORÁRIA NA cardiologia

No mercado de trabalho brasileiro, um Cardiologista ganha em média um salário inicial de R$ 5.586,53 mensais para uma jornada de trabalho de 21/22h semanais. Já aqueles profissionais com possuem carteira assinada em regime CLT, pode alcançar o teto salarial no valor de R$ 8.442,53

Assim como os médicos de Cirurgia Geral, Família e Comunidade e Medicina do Trabalho, os especialistas de Cardiologia também podem fazer concurso público e ganhar R$4.867,21 para 20h semanais. No entanto, a remuneração é 45% menor do que a média salarial do setor privado.  

 

 

PERFIL DO PROFISSIONAL CARDIOLOGISTA

O Cardiologista é aquele que tem facilidade em se relacionar com profissionais de outras áreas com objetivo de melhorar assistir o paciente (fisioterapeutas, educadores físicos, psicólogos, nutricionistas, dentistas, enfermeiros). Aqueles que trabalham com transplante deve envolver conhecimentos profundas sobre insuficiência cardíaca,  e dispositivos de assistência ventricular.  

Ele deve ser dinâmico e estabelecer uma rotina incansável de atualizações. Perseverança  e paciência também fazem parte das características de quem almeja o sucesso na área. Cada subespecialidade demanda perfil de profissional. Uma das demandas comuns a todas as subespecialidades consiste na disponibilidade do profissional para atender às necessidades dos pacientes, já que as urgências não são incomuns na cardiologia. 

 

 

PERFIL DO PACIENTE DE Cardiologia

A maioria dos pacientes são aqueles que estão na fase adulta, a partir de 18 anos de idade, e que sofrem com problemas cardiovasculares (Hipertensão; Angina de peito; Endocardite; Arritmias cardíacas; Miocardite e Tumores no coração), que apresentam os seguintes sintomas: dificuldade em respirar, dor no peito, desmaio e alterações no ritmo cardíaco

 

 

MERCADO DE cardiologia

O mercado de Cardiologia oferece alto índice de empregabilidade no Brasil, tanto no serviço público como na iniciativa privada. Embora o setor pública tenha uma menor salário, é o que mais faz contratações, principalmente nas esferas municipais, estaduais e federal -só o Sistema Único de Saúde (SUS) é responsável por empregar mais da metade de todos os médicos brasileiros. Outro campo de ofertas são as localidades do interior ou em áreas com grande carência de atendimento médico. 

A maioria está concentrada nos estados de São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Minas Gerais (MG) e Rio Grande do Sul (RS). Isto revela uma maior oportunidade para aqueles que desejam atuar fora desses centros, especialmente nos estados de Roraima, Acre, Rondônia, Piauí e Tocantins, que têm a menor quantidade desses profissionais no País.

 

 

RESIDÊNCIA MÉDICA EM CArdiologia

A Residência Médica de Cardiologia tem pré-requisito em Clínica Médica. Ou seja, para ganhar o título de Cardiologista, o médico deve fazer 2 anos de Clínica Médica + 2 anos de Cardiologia, com uma carga horária de pelo menos 2.880 horas por ano (60h semanais).

Passar antes por uma outra especialidade é necessário, porque o médico aprende atividades importantes para o seu trabalho como cardiologista, como:

. Carga de plantões no Departamento de Emergência e na Unidade de Terapia Intensiva (UTI); e

. Abordagem e conduta das emergências cardiológicas.

 

 

SUBESPECIALIDADES DE CARDIOLOGIA

A especialidade de Cardiologia é uma das que mais possui subespecialidades, podendo ser dividida em 3 campos: atuação clínica, atuação diagnóstica e atuação intervencionista.

 

 

DISTRIBUIÇÃO REGIONAL DOS ESPECIALISTAS

A especialidade de Cardiologia é muito forte em áreas industriais, mas a distribuição de especialistas vem melhorando nos últimos anos. O Sudeste concentra 54% dos Médicos Cardiologistas, seguido pelo Sul com 18% e Nordeste com 16%. 

 

 

 

FUTURO DA ESPECIALIDADE

A especialidade tem uma boa perspectiva de trabalho, tendo em vista a carência de profissionais especializados no país referente ao aumento de portadores de problemas cardiovasculares. O advento da Telemedicina tem revolucionado a área da Cardiologia, e irá permitir que o trabalho (na maioria dos casos análise de traçados e emissão de laudos a distância), seja realizado através de um ponto remoto.

 

FICHA TÉCNICA

 

SE INTERESSOU?

Se você acha que esse é seu futuro, corre para pesquisar os próximos concursos de Residência Médica! Caso contrário, pode conferir outras especialidades no nosso Guia do R1.

Outras Carreiras Médicas: 

. Cirurgia Geral;

. Clínica Médica

. Ginecologia e Obstetrícia;  

. Pediatria;  

. Medicina da Família e Comunidade

. Medicina do Trabalho.  

 

O que você gosta de estudar? Qual acha que pode ser seu destino? Conta pra gente, queremos conhecer vocês!

 

 

comaprtilhar 5 0 0 4239
CONTEÚDO EXCLUSIVO GRATUITO